test alt text

Prof. Moacyr Araújo, coordenador do GT3.2 nas instalações da NKE Eletronics – França

O inctAmbTropic recebeu na semana passada os 03 sensores CARIOCA, encomendados junto à NKE Eletronics – França. O sensor CARbon Interface OCean Atmosphere (CARIOCA) pode ser montado em uma bóia fixa ou de deriva. A aquisição foi iniciativa do GT3.2 – Ciclos Biogeoquímicos, Fluxo de CO2 e Acidificação do Oceano Atlântico Tropical do inctAmbTropic.

test alt text

Sensor CARIOCA

Os sensores/bóias adquiridos serão fundeados nas proximidades do Atol das Rocas e dos arquipélagos de Fernando de Noronha e São Pedro e São Paulo. Além da determinação da pressão parcial do CO2 (pCO2) dissolvido na água do mar, as bóias que serão fundeadas pelo inctAmbTropic registram ainda a temperatura, salinidade, e concentração de oxigênio dissolvido. Os valores de pCO2 na água do mar são determinados por colorimetria, utilizando um espectrofotômetro com uma precisão de mais ou menos 3 µatm. Este conjunto de dados permite quantificar as trocas de CO2 entre o oceano e a atmosfera. Os sensores possuem uma autonomia de um ano, com medições a cada hora. Os dados são armazenados e  enviados através do sistema GTS-ARGOS, que também mantem o controle de seu posicionamento. No Atlântico Sul existem em funcionamento contínuo apenas dois sensores CARIOCA, instalados em bóias  ATLAS do Projeto PIRATA.

test alt text

Locais onde serão instalados os sensores CARIOCA: Atol das Rocas, Fernando de Noronha e Arquipélago São Pedro/São Paulo

#Acidificação #OceanoTropical #CARIOCA #pCO2 #GT32

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *